PROGRAMAS VIVENCIAIS

Os programas vivenciais consistem numa série de jogos que, de forma lúdica, criativa e dinâmica, proporcionam um efetivo aprendizado em temas como Liderança, Trabalho em Equipe, Planejamento, Superação de Desafios, dentre outros.

Em 15 anos, mais de 30.000 pessoas foram treinadas em 14 estados, em ao menos um dos 9 jogos da séries.

ARGONAUTAS


Foco Principal: Estímulo à visão de que “somos todos do mesmo time”.

Cenário: Mitologia grega. Os participantes, divididos em grupos, precisam enfrentar os desafios dos deuses na busca pelo Velo de Ouro.

Formato: Cooperação. Os grupos navegam com o uso de mapa e bússola, localizando a “ilha” de sua missão. Depois trocam estratégias e dicas para melhorarem coletivamente a cada rodada.

ASGARD


Foco Principal: Fortalecimento das Relações.

Cenário: Mitologia Viking. Os grupos precisam percorrer os nove mundos contidos na Yggdrasil, colossal árvore que sustenta o universo, enfrentando os desafios para ganhar o reconhecimento dos deuses de Asgard.

Formato: Cooperação (meta coletiva) e Competição (ranking por grupo). Com mapa e bússola, os grupos percorrem os nove mundos, cumprindo as metas de cada um.

ATLANTIS


Foco Principal: Momento de energização e integração.

Cenário: Lenda de Atlântida. Os participantes são descendentes dos atlantes e devem reestabelecer a civilização, enfrentando os desafios do continente perdido.

Formato: Competição. Os grupos participam de uma gincana com provas dinâmicas e estimulantes.

AVALON


Foco Principal: Prática de competências específicas.

Cenário: Lenda de Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola. Os participantes formam clãs descendentes dos cavaleiros que precisam encontrar a espada Excalibur, enfrentando os desafios da ilha de Avalon.

Formato: Competição, através de trilha de orientação (planilha de navegação) com jogos, enigmas e desafios de aventura.

BUCANEIROS


Foco Principal: Equilíbrio Pessoal X Profissional.

Cenário: Caça ao Tesouro. Os participantes, divididos em grupos, precisam seguir as pistas que levam ao tesouro de Khayr al-Din Barbarossa, o lendário Barba Ruiva.

Formato: Os grupos seguem as pistas, enfrentando desafios que levam à uma reflexão sobre as dimensões pessoal e profissional da vida.

EQUILIBRIUM


Foco Principal: Respeito às diferenças individuais.

Cenário: Vivência de Artes Marciais. O grupo participa de uma aula com vários estilos diferentes de kung fu, aprendendo movimentos básicos de luta.

Formato: Aula de artes marciais, com apoio de apresentações especiais, testes de estilos pessoais e jogo cooperativo para encerrar.

ESFINGE


Foco Principal: Senso de propriedade e o “orgulho de pertencer”.

Cenário: Mitologia egípcia. Os participantes formam grupos exploradores que precisam desvendar o enigma dos faraós.

Formato: Competição ou Cooperação (à critério do cliente). Os grupos percorrem uma trilha de orientação com atividades que remetem aos orientadores estratégicos da organização (Missão, Visão, Valores e sua História).

MISTERIUS


Foco Principal: Um teste ao raciocínio lógico e capacidade de resolver problemas.

Cenário: Investigação. Os grupos precisam desvendar um caso, segundo pistas dos personagens para conseguir elucidar o mistério.

Formato: Uma espécie de RPG (Role Playing Game), onde os grupo interagem com personagens para consegui pistas, fragmentos de informações que ajudarão a resolver o caso proposto.

TROPAS ESPECIAIS


Foco Principal: Alcance de metas desafiadoras (missão dada, missão cumprida).

Cenário: Treinamento de polícia de elite. Os participantes são recrutas, tentando ser aprovado no “rigoroso” processo seletivo das tropas especiais.

Formato: Cooperação (meta coletiva) mas pode ter ainda ranking por grupo (a critério do cliente). Os grupos percorrem uma pista de orientação noturna (mapa e bússola) com jogos, enigmas e desafios de aventura.

VISANOR


Foco Principal: Prática de competências estratégicas.

Cenário: Ficção Medieval. Na distante terra de Visanor, os grupos são reinos que disputam entre si pela soberania, num dinâmico jogo de poder.

Formato: Competição. Os grupos se enfrentam em combates estratégicos, acumulando riquezas de acordo com seu desempenho nestes confrontos.